Fique atento: maio é o mês de conscientização do melanoma

conscientização do melanoma

Estimativas do Instituto Nacional de Câncer – INCA apontam que no triênio 2020 a 2022 serão diagnosticados 625 mil novos casos de câncer a cada ano. O câncer de pele não melanoma será o mais incidente, com 177 mil casos, seguido pelos cânceres de mama e próstata, com 66 mil ocorrências cada, cólon e reto 41 mil, pulmão 30 mil e estômago 21 mil casos. No entanto, é fundamental ficar em alerta sobre os outros tipos de câncer, entre eles o melanoma.

O mês de maio foi escolhido para reforçar a importância da conscientização da população em relação à prevenção do melanoma, um tipo raro de câncer de pele, mas uma das formas mais agressivas e fatais da doença devido à sua alta possibilidade de provocar metástase. Segundo o INCA, em 2020, foram diagnosticados 8.450 novos casos, sendo 4.200 homens e 4.250 mulheres.

Assim como qualquer outro tipo de neoplasia, as chances de cura do melanoma são maiores quando o melanoma é descoberto nos estágios iniciais. Ele pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas, pintas ou sinais. Saiba mais sobre as formas de prevenção, diagnóstico e tratamento:

Fatores de risco

Entre os principais fatores de risco estão a exposição prolongada e repetida ao sol, realização excessiva de bronzeamento artificial, ter pele e olhos claros, com cabelos ruivos ou loiros, ou ser albino. Outro fator é ter história familiar ou pessoal de câncer de pele.


Diagnóstico

O diagnóstico normalmente é feito pelo dermatologista, pelo exame clínico. Em algumas situações, é necessário que o especialista utilize a dermatoscopia, exame no qual se usa um aparelho que permite visualizar algumas camadas da pele não vistas a olho nu. Alguns casos exigem uma biópsia.

Tratamento 

A cirurgia é o tratamento mais indicado para os pacientes com melanoma. No entanto, dependendo do estágio da doença, a radioterapia e a quimioterapia também podem ser indicadas. Em casos de metástase, o melanoma é tratado com novos medicamentos, que apresentam altas taxas de sucesso terapêutico, uma vez que nos últimos anos novos medicamentos imunoterápicos foram introduzidos no tratamento.

ABCDE do câncer de pele

Para descobrir sinais de um possível tumor de pele, foi adotada a regra internacional “ABCDE”:

Assimetria: uma metade do sinal é diferente da outra;
Bordas irregulares: contorno mal definido;

Escreva sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + dezenove =

Autoexame das mamas
Autoexame das mamas, você sabe como fazer?
Saiba Mais
Bebida Alcoólica e o Câncer
Estudo internacional mostra a relação entre o consumo de bebida alcoólica e o câncer
Saiba Mais
Dia Mundial da Segurança do Paciente
Dia Mundial da Segurança do Paciente: há muito o que comemorar
Saiba Mais

Receba novidades