Autoexame das mamas, você sabe como fazer?

Para fazer o autoexame das mamas é melhor se posicionar em frente ao espelho ou durante o banho ou mesmo deitada na cama.

Em frente ao espelho: Posicione-se em frente ao espelho e observe os dois seios, primeiro com os braços para baixo. Depois, coloque as mãos na cintura, pressionando. Em seguida, coloque as mãos atrás da cabeça e observe o tamanho das mamas, a posição e a forma do mamilo. Pressione levemente o mamilo e veja se há alguma secreção saindo.

Durante o banho, em pé: Levante o braço esquerdo e apoie-o sobre a cabeça. Em seguida, com a mão direita esticada, examine a mama esquerda. Use a polpa dos dedos e vá percorrendo toda a mama com movimentos circulares de cima para baixo. Faça a mesma coisa com a mama direita, invertendo os braços.

Caso sinta algum caroço durante o autoexame de mamas, procure seu mastologista ou cirurgião oncológico. Vale lembrar que esse exame é apenas precaução. O importante é realizar exames periodicamente! 

Diagnóstico precoce

O diagnóstico precoce é realizado basicamente pela mamografia, ultrassonografia e, eventualmente quando solicitado pelo médico, a ressonância magnética. Com o diagnóstico precoce é possível levar as pacientes a uma cura em até 98% dos casos.

Mamografia

A mamografia é um exame que pode causar um certo desconforto, mas realizado rapidamente. É necessária a compressão das mamas para verificar o tecido mamário. O desconforto varia de mulher para mulher.

A mamografia deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos de idade. Se a paciente é de risco (conforme avaliação médica) os exames devem começar a partir dos 35 anos.

A mamografia e a ecografia da mama são de grande valor no diagnóstico precoce, pois é nela que serão descobertos microcalcificações ou nódulos, podendo iniciar o tratamento o quanto antes.

Exercícios físicos ajudam na prevenção do câncer de mama

Realizar atividades físicas durante 30 a 60 minutos ao dia ajuda a reduzir as chances de desenvolver câncer de mama. A orientação é fazer 150 minutos de exercícios físicos durante a semana, ou seja, uma média de 30 minutos por dia, cinco vezes na semana.

Você sabia que…

1. Cerca de 60% dos casos de câncer de mama são percebidos pela própria mulher ou seu parceiro ao palpar as mamas?

2. Com alimentação saudável, atividade física constante, gordura corporal adequada, diminuição no consumo de álcool é possível reduzir em até 28% o risco de se desenvolver câncer de mama?

Testes genéticos para identificação do câncer de mama – BRCA1 e BRCA2

Os testes genéticos de sequenciamento dos genes BRCA1 e BRCA2 são importantes para a identificação de mulheres com maior predisposição para o desenvolvimento da síndrome de câncer de mama e ovário hereditários. A realização do teste – coleta de sangue ou saliva – é indicada principalmente para mulheres que possuem casos de câncer de mama e/ou ovário presentes na família, em várias gerações. É o mesmo teste que a atriz Angelina Jolie fez e como prevenção retirou as mamas.

Escreva sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 16 =

Outubro é o mês de conscientização sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama, o qual é o mais incidente em mulheres. Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) estimam cerca de 66 mil novos casos neste ano, o que corresponde a quase 30% dos casos no Brasil.
A importância de manter os exames para rastreio do câncer de mama em tempos de pandemia
Saiba Mais
Autoexame das mamas, você sabe como fazer?
Autoexame das mamas, você sabe como fazer?
Saiba Mais

Receba novidades