O que os homens devem saber sobre radioterapia para câncer de próstata

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens – atrás apenas do câncer de pele não-melanoma.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens – atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA) de novos casos para este ano é de 65.840. No Paraná, são estimados 3.560 novos casos.

O tumor de próstata, frequentemente, é assintomático durante sua fase inicial e quando alguns sintomas começam a aparecer, entre eles dor óssea e emagrecimento, o risco de que o tumor esteja disseminado é alto. Por essa razão, é fundamental manter os exames de rotina. A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda iniciar o rastreamento a partir dos 50 anos em homens sem fatores de risco, e com 45 anos naqueles com histórico familiar da doença em pai, irmãos ou tios. Cerca de 10% dos homens após os 50 anos de idade desenvolvem a doença. Conforme o envelhecimento, as chances crescem, podendo acometer mais de 50% dos homens aos 75 anos. 

As formas mais comuns de rastreamento são o exame de PSA (antígeno prostático específico) e o exame de toque retal. O diagnóstico definitivo é feito pela biópsia da próstata guiada por ultrassonografia. Em estágio inicial, o objetivo do tratamento é curativo, porém, em casos avançados, já com metástases, o foco está no controle da doença. 

Tratamento para câncer de próstata

A escolha do melhor tratamento vai depender de determinados aspectos, como o estado de saúde do paciente, estadiamento da doença, expectativa de vida e, em casos iniciais, da preferência do paciente, cita Henrique Balloni, rádio-oncologista do Oncoville. Em casos iniciais, a prostatectomia radical (remoção completa da próstata) ou radioterapia, os dois últimos tratamentos com mesma taxa de controle, porém com diferentes riscos de efeitos colaterais.

A radioterapia para câncer de próstata nos últimos anos apresentou evolução tecnológica que resultou em melhores resultados na cura do câncer associada à segurança no tratamento. Atualmente, é planejado com auxílio de computadores em imagens 3D, na qual se define o local de tratamento e os órgãos normais adjacentes a serem protegidos garantindo a entrega de dose no local do tumor e a proteção dos órgãos sadios.

12 cometários
Edgard W. Ragonha
Comentou em 05/05/22

Tenho câncer de próstata e pretendo iniciar o tratamento com rádio terapia. Pergunto: Em media quantas sessões serão necessárias?

Oncoville
Comentou em 12/05/22

Prezado Edgard, a radioterapia consiste em um tratamento personalizado, assim várias questões podem influenciar no número de sessões, para isso é necessário agendar uma consulta, nossos especialista irão analisar seus exames, propor a melhor técnica para o seu caso e então poderá ser dado uma estimativa de sessões necessárias. Se preferir entre em contato com nossa equipe e agende uma consulta com nossos médicos.

Adilson
Comentou em 03/05/22

Uma pessoa muita ativa sexualmente, mesmo após a prostatectómia radical robótica, com laudo de infiltração de células marginais, pode acelerar o aumento de células malignas da próstata? Li algo sobre aumento de andrógeno alimentar células cancerígenas.

Oncoville
Comentou em 12/05/22

Prezado, somente analisando cada caso é possível responder este tipo de questionamento. Se desejar entre em contato com nossa equipe, agende uma consulta e assim nossos especialistas poderão sanar todas as suas dúvidas.

8
Comentou em 13/03/22

Estou com câncer de próstata qual o tratamento mais eficaz cirurgia ou radioterapia

Oncoville
Comentou em 14/03/22

Prezado Manoel Luiz,
Vai depender de uma série de fatores. Sugerimos consultar um oncologista clínico e/ou um rádio-oncologista

Mateus
Comentou em 15/02/22

Boa tarde.
Tenho 29 anos e estou com alguns sintomas bem semelhantes a quem tem câncer de próstata, fiz exame de sangue recentemente que não acusou nenhuma infecção, devo procurar um urologista para um melhor diagnóstico?

Oncoville
Comentou em 17/02/22

Prezado Mateus,
Apesar de não ser comum este tipo de ocorrência com sua idade (29 anos), nenhum sintoma deve ser ignorado. Aconselhamos que você busque um profissional urologista, que irá lhe orientar e te acompanhar em um diagnóstico preciso e, da mesma forma, te encaminhar para outros especialistas caso necessário. Agradecemos seu contato.

Oncoville Atendimento Oncológico Integral Ltda.

Miguel Salvador Gonçalves da Costa
Comentou em 23/12/21

Estou em tratamento radioterapia com muitos sintomas e a próstata aumentou o tamanho é normal

Oncoville
Comentou em 27/12/21

Sr. Miguel: considerando o desconforto e as dúvidas relatadas é aconselhável buscar o serviço onde o senhor realiza o tratamento e agendar reavaliação com seu médico radio-oncologista para maiores esclarecimentos e conduta sobre se este desconforto já era esperado, métodos e/ou medicamentos e/ou exames que possam auxiliar no seu caso. Lembre-se de que as consultas são o momento ideal para conversar com seu médico e sanar todas as dúvidas e dificuldades.

Arnaldo do Amaral Muniz
Comentou em 20/10/21

Qual o melhor tratamento para o câncer de próstata.

Oncoville
Comentou em 21/10/21

Vai depender de uma série de fatores. Sugerimos consultar um oncologista clínico e/ou um rádio-oncologista.

Escreva sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × 2 =

Você sabe o que é Braquiterapia
Tudo o que você precisa saber sobre o tratamento com braquiterapia
Saiba Mais
Fique atento aos sinais do câncer de próstata
Fique atento aos sinais do câncer de próstata
Saiba Mais
Descubra a importância dos dosimetristas durante o tratamento radioterápico
Descubra a importância dos dosimetristas durante o tratamento radioterápico
Saiba Mais

Receba novidades