A importância do exame de PSA para a saúde do homem

A importância do exame de PSA para a saúde do homem

Muito se fala em como se detectar precocemente e prevenir o câncer de próstata com a realização de exames periódicos, entre os mais difundidos estão o toque retal, o exame físico do urologista e o exame de sangue que também é feito para detectar os tumores de próstata: o conhecido PSA. A sigla em inglês para Prostate-Specific Antigens significa Antígeno Prostático Específico. Porém, muitos não sabem quando de fato ele deve ser realizado.

O médico rádio-oncologista do Oncoville, Henrique Balloni, explica que o exame do PSA detecta a proteína que a próstata expressa no sangue e, dependendo do nível da proteína, quanto mais alta estiver no sangue maior a probabilidade de ter câncer de próstata. “No entanto, existem casos onde o exame apresenta números elevados, mas não significa que pode ser câncer de próstata, uma vez que o indivíduo que tem a próstata grande pode ter um PSA elevado. Esse exame não é específico do câncer de próstata, mas sim da próstata.” 

O PSA é um dos primeiros exames solicitados quando o paciente apresenta sintomas do câncer ou quando o médico deseja pesquisar a existência da doença e examinar a saúde da próstata. “É importante que a análise do exame seja feita por um profissional que esteja habilitado para analisar o contexto da próstata e do valor do PSA. É muito comum alguns pacientes com o PSA um pouco mais elevado ficarem preocupados achando que estão com câncer de próstata, mas não. A detecção do câncer é feita pela realização de uma biopsia, não necessariamente uma elevação do PSA significa um câncer de próstata”, expõe o médico.

Por outro lado, têm pacientes que tem câncer próstata e apresentam um PSA baixo, mas isso é uma exceção. Também existem pessoas com PSA normal, mas quando é realizado o toque ou exame de imagem esse paciente é diagnosticado com o câncer de próstata, apesar de ter um PSA baixo. “No contexto do rastreamento, da identificação e da análise do câncer de próstata, é muito importante ter um especialista qualificado que consiga juntar esse quebra-cabeça para que se peça ou se faça exames desnecessários ou deixe o paciente preocupado com um exame isolado pensando que é um câncer”, destaca Henrique Balloni. 

Outras doenças que utilizam o exame de PSA

Uma das principais funções do exame de PSA é auxiliar no diagnóstico de alterações existentes na próstata. Entre as doenças que o exame é um aliado estão:

A prostatite, uma inflamação na próstata, que provoca um crescimento desordenado do órgão e causa dor, desconforto e impede a passagem da urina. A prostatite pode ser aguda ou crônica.

A hiperplasia benigna da próstata (HBP) também pode ser analisada através do exame de PSA. Trata-se de uma das doenças benignas mais comuns entre os homens, geralmente acima dos 50 anos. É fundamental o diagnóstico precoce, pelo fato de ser uma doença progressiva, que se caracteriza por provocar um aumento do volume da próstata.

Escreva sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + doze =

Radioterapia Paliativa
Radioterapia pode ser utilizada com finalidade paliativa
Saiba Mais
Manter hábitos saudáveis deve ser uma meta em 2024
Manter hábitos saudáveis deve ser uma meta em 2024
Saiba Mais
Previna-se contra o câncer de pele
Previna-se contra o câncer de pele
Saiba Mais

Receba novidades